Amanhã, às 16h será inaugurada, na Uerj, a Sala Abdias Nascimento, pelo Grupo de Estudos Tornar Ser Negro e Negra. o espaço fica no 9º andar, no Auditório 91.

16h – Exibição de Filmes. Hall do 9º andar

17h – Pré-lançamento coleção *Sankofa – Matrizes Africanas da Cultura Brasileira*.
Vol 1 – A matriz africana no mundo
Vol 2 – Cultura em movimento. Matrizes africanas e ativismo negro no Brasil
Org. Elisa Larkin Nascimento. Editora Summus – Selo Negro Edições

18h – Mesa de Abertura
Ministro Edson Santos
Abdias Nascimento
Clarissa França – Denegrir

19h – Leitura dramatizada da peça *Sortilégio – mistério negro*, de autoria de Abdias Nascimento
*Direção* Tatiana Tiburcio – com Daniela Tibau, Tatiana Tiburcio, Sidney Batista, Tatiana Henrique, Érika Ferreira, Sílvia Castro – Percussão: Seu Hélio, Alex

20h – Homenagem a Abdias Nascimento

20h30min – Inauguração da sala Abdias Nascimento – Grupo de Estudos Tornar Ser Negro e Negra
Coquetel

Hoje, às 19h, a Ong Cinemativa exibirá a obra que mostra a história do capoeirista e educador Mestre Bimba, contada por antigos alunos e por meio de imagens inéditas. De Luiz Fernando Goulart. Brasil, 2007. Após a exibição haverá debate.

Além disso, as escolas presentes receberão para suas bibliotecas exemplares do livro Tornar-se Negro, da psicóloga e escritora Neusa Santos Sousa, e da revista Eparrei, da Casa de Cultura da Mulher Negra/SP.

A entrada é franca. O Sesc Madureira fica na Rua Ewbanck da Câmara, 90. Mais informações: 3350-7744.

No dia 20, às 19h, a Ong Cinemativa exibirá a obra que mostra a história do capoeirista e educador Mestre Bimba, contada por antigos alunos e por meio de imagens inéditas. De Luiz Fernando Goulart. Brasil, 2007. Após a exibição haverá debate.

Além disso, as escolas presentes receberão para suas bibliotecas exemplares do livro Tornar-se Negro, da psicóloga e escritora Neusa Santos Sousa, e da revista Eparrei, da Casa de Cultura da Mulher Negra/SP.

A entrada é franca. O Sesc Madureira fica na Rua Ewbanck da Câmara, 90. Mais informações: 3350-7744.

 

 

Amanhã, as 19h30, no Crowne Plaza será lançado o livro “Negro – O Brasil nos deve milhões! – 120 anos de uma abolição inacabada”, de Claudete Alves.

 

Resenha

A obra constata, através de uma breve análise do processo de escravização de africanos e da presença histórica da população negra no Brasil, que o desnível presente hoje na nossa sociedade tem seus frutos gerados em um contexto no qual o racismo imperava como ideologia predominante, legitimando a escravidão e que se manteve durante toda a história de nosso país. 

Inúmeros fatos e documentos históricos são abordados nesta publicação, que tem como principal missão, mostrar a responsabilidade histórica que o estado brasileiro tem com os negros deste país, no que tange ao ressarcimento de uma dívida que se estende por mais de 500 anos.

Na próxima quinta-feira, 8, a partir das 18h, o Museu da República será palco do lançamento do livro 1980/2005 –  25 anos do movimento negro no Brasil e da abertura da exposição Consciência Viva, ambos de autoria do fotógrafo Januário Garcia.

 

O Museu da República fica na rua do Catete, 153, Catete, e sediará a exposição até 8 de junho de 2008.