Ainda não é real, porém, a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo entrou com processo no Superior Tribunal de Justiça alegando a inconstitucionalidade da lei que instituiu ambas datas no Estado do Rio de Janeiro. Segundo a instituição, apenas a União e a prefeitura teriam competência para decretar feriados.

Anúncios