Esta semana, a câmara federal aprovou o Projeto de Lei 7198/02, que concede anistia post mortem a João Cândido Felisberto, o Almirante Negro, líder da chamada Revolta da Chibata, e aos demais participantes do movimento. 

A revolta ocorreu em protesto contra os castigos físicos que eram impostos na Marinha brasileira no início do século passado. Os marinheiros também reclamavam das condições de trabalho e dos alimentos estragados que lhes eram oferecidos. A matéria voltará ao Senado, por ter sido emendada.

Anúncios